Religião

A Fé Dogmática

É a fé no Dogma. Ele representa um código-deus ao qual todos os mortais estão destinados a obedecer graças aos pecados do passado.

A religião é o aspecto mais importante da vida de qualquer mortal nos Reinos na era atual. Guerras começam e terminam por causa dela, e ela controla cada aspecto do dia-a-dia de todas as pessoas. Ao acordar elas rezam, ao comer elas agradecem rezando, à tarde ela vão à Cerimônia e antes de dormir rezam novamente.

Mesmo os poderosos não se encontram a margem dessa rotina pois seriam considerados como cães se não as praticassem, e mesmo que o façam de má vontade, lembram-se da Igreja quando fazem os cálculos de quanto eles devem à ela.

Os Dogmas

I – A Existência do Dogma
II – A Existência do Dogma como Objeto da Fé
III – A Unidade do Dogma
IV – O Dogma é Eterno
V – Tudo que existe foi criado pelo Dogma a partir do Nada
VI – O Mundo é Temporal
VII – Conservação do Mundo
VIII – Os Mortais são formados por corpo Material e alma Espiritual
IX – O Mortal caído não pode Redimir­se a sí Próprio
X – O Hierofante é infalível sempre que pronuncia Lex Dogmata
XI – O Firdaws, Dia do Retorno
XII – O Olam Habah, Punição dos Hereges

As Moras

As Moras são como leis secundárias, adicionadas pelo segundo Hierofante da Igreja Dogmática. As Moras também representam a Lei do Dogma nas leis de todas as nações nos Reinos do Dogma.

Depois de alguns anos, as nações dos Reinos do Dogma do sul, lideradas pela Baía de Sarvoy entraram em conflito mercantil com a Igreja. Mas os sacerdotes da Fé Dogmática entraram em “acordo” e ouve o Skizem Dogmata, o cisma entre a Igreja Dogmática do Sul, e Igreja Dogmática do Norte.

Os Inimigos

Após o Arquiteto ter abandonado novamente sua criação, os dois anjos que lideraram seus exércitos na Guerra da Purificação misteriosamente não concordaram com o Arquiteto e continuaram a sua cruzada para exterminar os povos dos Reinos, julgando que eles não eram merecedores de viver.

Os generais dos Anastasis eram Bartol, O Iluminado e Azgar.

Os Antigos

Os Deuses Antigos não existem mais. Muitos dizem que eles fugiram, outros que eles foram expulsos. Apenas sabe que agora seus antigos locais de adoração, se não foram destruídos pela Inquisição Dogmática, estão em ruínas escondendo todo o seu poder ancestral.

Religião

Dogmata joaomarcalves joaomarcalves